Meu UniVersos: Compatilhando os verdes campos

sábado, 5 de junho de 2010

Compatilhando os verdes campos

Olá meu povo meu!

Quem me conhece sabe que eu sou uma pessoa que não possui mto tempo disponível, né?? E qdo o tempo me dá tempo, eu geralmente estou fazendo alguma coisa, nem que seja dormindo!
Mas essa semana bati um recorde de posts aqui, foram 3! Sinal que eu tava afim de falar, e que precisava escrever, né?
Mas enfim, não é da minha falta de tempo e dos meus posts bizarros que quero falar...


Eu tô lendo um livro chamado "O Impostor que vive em mim", do Brennan Manning, e que têm ministrado mto ao meu coração sobre coisas que preciso e devo mudar em mim, para que assim haja uma real mudança nos que estão ao meu redor.,, Ainda não terminei o livro, mas o fato é que tem me impactado bastante, e assim que eu terminar vou escrever alguma coisa sobre ele aqui no blog.
E hj eu li um trecho do livro mto interessante, que eu gostaria de compartilhar... e como é mto grande pra escrever no meu caderno, resolvi escrever aqui mesmo, que todo mundo lê, se interessa, e quem sabe compra o livro e é impactado assim como eu estou sendo!
Então, vamos ao que interessa!
"Parece ser apenas mais um longo dia de trabalho braçal, no ritmo monótono do tempo. De repente, porém, o boi pára e começa a fazer mais esforço para puxar. O lavrador aponta a lâmina do arado para que penetre mais fundo. Ele revolve a terra, formando vários sulcos até ouvir um ruído áspero de metal. O boi pára de puxar.
O homem empurra o arado rudimentar para o lado. Com as próprias mãos, cava furiosamente a terra. Poeira voa para todos os lados. Por fim, o lavrador percebe uma alça e tira um grande jarro de barro do chão. Tremendo, ele puxa com força a alça do jarro. Fica atordoado e deixa escapar um grito - "Aaaaah!" - que fazo o boi se assustar.
O jarro pesado está cheio até a tampa de moedas e jóias, prata e ouro. O lavrador remexe o tesouro, deixando escorrer entre os dedos as moedas preciosas, os brincos maravilhosos e os diamantes de brilho intenso. Furtivamente, o homem olha em volta para ver se há alguém observando. Feliz por estar sozinho, ele amontoa a terra sobre o jarro enterrado, faz um sulco raso na superficie, coloca uma pedra grande pra marcar o local e volta a arar o campo.
O lavrador está bastante mobilizado pela excelente descoberta. Só consegue pensar naquilo; na verdade, esse pensamento o controla de tal modo que ele não consegue mais trabalhar durante o dia sem se distrair, assim como não dorme bem à noite. O campo precisa se tornar sua propriedade!
Como trabalhador contratado na base de pgto de diárias, é impossível para ele tomar posse do tesouro enterrado. Onde conseguiro o dinheiro para comprar o campo? Às favas com cautela e discrição! Ele vende tudo o que possui. Consegue um preço justo por sua cabana e pelas poucas ovelhas que havia adquirido. Procura parentes, amigos e conhecidos, a quem pede muito dinheiro emprestado. O proprietário do campo está feliz da vida com o preço exorbitante oferecido pelo comprador, e o vende ao lavrador sem pensar duas vezes.
A esposa do novo proprietário está furiosa. Os filhos não se conformam. Os amigos o censuram. Os vizinhos balançam a cabeça, em sinal de desaprovação. 'Ele ficou tempo demais sob o sol'. Mesmo assim, estão intrigados com tanto entusiasmo.
O lavrador permanece sereno, até mesmo alegre, diante da oposição generalizada. Ele sabe que se envolveu numa transação comercial extremamente lucrativa e se regozija ao pensar nos resultados. O tesouro, que aparentemente fora enterrado no campo por segurança antes da última guerra, e cujo dono não sobreviveu, dá um retorno de mais de cem vezes o preço que pagou. Ele quita todas as dívidas e constrói o equivalente a uma mansão. O humilde lavrador é agora um homem que fez fortuna, invejado por seus inimigo, saudado por seus amigos e livre de preocupações pelo resto de sua vida."

Você já deve ter lido essa história em algum lugar, não? Isso mesmo! Na BÍBLIA!!

Sacaí: 
"O Reino dos Céus é semelhante a um tesouro oculto no campo, o qual certo homem, tendo-o achado, escondeu. E, transbordante de alegria, vai, vende tudo o que teme compra aquele campo." (Mateus 13:44)

Citando mais uma vez Manning: "O tesouro é Jesus Cristo; Ele é o Reino dentro de nós."

Com essa, não preciso dizer mais nada, né?
Ótimo final de semana!

Fiquem com o Pai.

Um comentário:

Anderson Costa. disse...

Adoro essa passagem bíblica e depois q vc terminar o livro vc me empresta ele ok? ;)

Bjs!
Paz!

Related Posts with Thumbnails