Meu UniVersos: No dia em que você morreu...

sábado, 19 de junho de 2010

No dia em que você morreu...


Segue um texto meu, incompleto, sem sentido algum, mas cheio de significados. 
"No dia em que você morreu, não choveu e nem fez sol.
Ninguém fez festa ou comemorou.
Também não houve tristezas ou lamentações.
Sua morte foi lenta e discreta.
Ninguém percebeu que você tinha-se ido.
A vida continuou...
Os ônibus continuaram lotados, os vagões do trem repleto de engravatados, o sino da igreja badalou como de costume, a senhora da esquina começou a vender seus quitutes, aquele velho senhor da praça abrku o seu jornal da manhã, a menina sorridente foi para o colégio, a freira deu milho aos pombos, a dona de casa varreu a calçada, o carteiro começou a separar as entregas da correspondência...
E eu?
Estava na janela da nossa casa, vendo isso tudo, quando percebi que, naquele instante, você morreu."

Ta aí.
Fiquem com Deus.

2 comentários:

Nathalia Lima disse...

convite aceito! te vejo por aqui, então.. ;*

Anderson Costa. disse...

Caraca, q texto maravilhoso!
Simples e profundo.
Amei esse post, um super parabéns!

Bjs!
Paz!

Related Posts with Thumbnails