Meu UniVersos: Dezembro 2011

sábado, 31 de dezembro de 2011

Último de 2011...

Post de fim de ano... (caraca, já acabou!?!?!?)
Esse foi um ano difícil. Acho que um dos mais difíceis dos últimos tempos.
Sofri perdas irreparáveis, perdas necessárias, perdas que me fizeram crescer.
Me conheci mais. Conheci Deus mais.
Fiquei sem grana, sem status social, sem amigos, sem boyzinho.
Apostei no escuro.
E entre os destroços que minha vida se tornou, alguns sobreviveram. E são esses que me tem feito caminhar todos os dias.
Aprendi que Esperar é, de fato, Caminhar.
Chorei muito.
Fiquei paranóica.
Graças a Deus pela graça.
É por ela que estou aqui.
É ela que me faz saber que existe amanhã.
É nela que espero 2012.

Amém.

Leia Mais >>

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Som de Segunda: Oficina G3

Olá povo feliz que lê esse blog!
Bom, tava meio sumida mas voltamos com nossa programação normal!
O Som de Segunda de hoje é com o Oficina G3, com uma música de 1993, Magia Alguma:

Magia Alguma by Oficina G3 on Grooveshark

"Magia alguma, não poderia tirar a paz deste meu novo ser
Soltar ao vento, a minha voz que encontra o doce nome do Senhor
Ver em meus olhos, a paz nascerá na estação da graça do Senhor
Gotas de sangue, me justificam
Na direção do seu caminho eu vou...

Ver em meus olhos, a paz nascerá da estação da graça do Senhor
Está vivo o tempo do amor
Gotas de sangue, me justificam
Na direção do seu Caminho eu vou...."

Em tempos de Festival Promessas, e outras baboseiras gospel, é bom voltar aos clássicos e refletir de fato, na graça do Senhor... Vale a pena ouvir esse cd, um dos clássicos da música BRASILEIRA. 
Abraço
Fica com o Pai!

Leia Mais >>

sábado, 10 de dezembro de 2011

Luto.

Sabe, eu ainda não sei lidar com a morte. Na verdade, acho que ninguém sabe.
Hoje perdi uma pessoa querida, apesar de não ser muito próxima.
O que parecia um dia normal, acabou em luto. E eu, que tava tão preocupada com o meu cabelo e uma confraternização, terminei pensando na vida. Na morte. Na merda que é tudo isso.
Chorei. Chorei e choro.
Lembro da minha vó, que se foi há dois anos, e do meu cachorro, que não era "só um animal", era um membro da famíllia muito querido.
Lembro do meu avô que se foi na véspera do meu aniversário. 
Penso na mãe, no pai dela. Enterrar um filho deve ser muito difícil, não faço ideia.
Penso na irmã. Elas eram muito unidas. Coisa bonita de se ver, sabe? Do tipo de irem juntas a todos os lugares, compartilharem as mesmas coisas.
Penso nela. Jovem, 18 anos recém-completos. "Uma vida inteira pela frente", como todo mundo diz. Recém entrada na faculdade, envolvida na igreja, nos ministérios, e você via que era uma coisa natural, espontânea, do coração, da alma, de tudo. Era de Deus.

Penso em Deus. Penso bastante em Deus.

Penso na minha família.
Penso em mim e na minha vida fútil. Como diria o Renato Russo, "porque se você parar pra pensar, na verdade não há (amanhã)".

Bellinha está com Deus. Partiu hoje pra junto do Pai. Ela está bem. Nós, aqui na terra é que ficamos tristes.

LUTO.

Leia Mais >>

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

O Teatro Mágico: Som de Segunda!

Gente, foi mal, mas SEMPRE vai ter O Teatro Mágico aqui no Som de Segunda, vão se acostumando!
Essa música é do cd novo, "A Sociedade do Espetáculo", que você pode baixar gratuitamente na net!
Enfim, saca aí a letra (destaquei as melhores partes), e aproveita e assiste o vídeo:


Eu não sei na verdade quem eu sou,
Já tentei calcular o meu valor,
Mas sempre encontro sorriso e o meu paraíso é onde estou...
Por que a gente é desse jeito
Criando conceito pra tudo que restou?

Meninas são bruxas e fadas,
Palhaço é um homem todo pintado de piadas!
Céu azul é o telhado do mundo inteiro,
Sonho é uma coisa que fica dentro do meu travesseiro!

Mas eu não sei na verdade quem eu sou!
Já tentei calcular o meu valor
Mas sempre encontro o sorriso e o meu paraíso é onde estou
Eu não sei na verdade quem eu sou!

Perceber da onde veio a vida,
Por onde entrei deve haver uma saída,
Mas tudo fica sustentado pela fé!
Na verdade ninguém sabe o que é!

Velhinhos são crianças nascidas faz tempo!
Com água e farinha eu colo figurinha e foto em documento!
Escola é onde a gente aprende palavrão...
Tambor no meu peito faz o batuque do meu coração!

Descobri que a cada minuto
Tem um olho chorando de alegria e outro chorando de luto
Tem louco pulando o muro, tem corpo pegando doença
Tem gente rezando no escuro, tem gente sentindo ausência!

Meninas, são bruxas e fadas...



Leia Mais >>
Related Posts with Thumbnails